(48) 3028-7070
Ortopedia e Cirurgia da Coluna

Como saber se a cirurgia de coluna é o próximo passo que devo dar?

Por Gustavo. 04 de maio, 2017. Comente este post

Para qualquer paciente que sofre dor lombar e especialmente para os que sentem dor de forma crônica (acima de seis meses de duração), existem inúmeros métodos de tratamento, desde recomendações encontradas na internet, exercícios mais simples, até tratamentos realizados por profissionais capacitados. Apesar disso, há momentos que a melhora custa a chegar, e isso não significa que algo está errado, já que para alguns problemas não há atalho.

A consulta com um cirurgião de coluna geralmente é o último degrau que o paciente deseja pisar. Muitas vezes a visita ao especialista é o final de uma longa caminhada, em busca de uma melhor qualidade de vida. Dependendo do caminho que o paciente escolheu tomar até o encontro para uma avaliação detalhada, não é incomum encontrar pacientes com dor significativa. Ficar totalmente sem sintomas nestas situações já nem é mais uma exigência. O paciente quer simplesmente melhorar, realizar suas atividades do dia a dia, não depender de medicações para dor e trabalhar ou praticar seus esportes sem restrições.

ThinkstockPhotos-477569935

Será que a cirurgia pode tirar realmente a minha dor? Uma cirurgia de coluna não é um evento simples, sem riscos envolvidos. Contudo, está comprovado na literatura que para casos bem indicados ela pode tirar o sofrimento de muitas pessoas. Procedimentos bem realizados, minimizando a agressão aos tecidos moles (musculatura, ligamentos) apresentam resultados clínicos surpreendentes.

A cirurgia de coluna está indicada para a maioria das pessoas? Certamente não. Considerar um procedimento na coluna é decisão que precisa estar baseada especialmente no que chamamos de os três Es: experiência do profissional, expectativa do paciente e evidência científica. Diversos fatores devem ser levados em conta e as dúvidas dos paciente precisam ser todas esclarecidas. É fundamental trabalhar bem quais são as expectativas para que a percepção não fique muito distante.

Por fim, as complicações após uma cirurgia de coluna são mais frequentes em pacientes obesos e acima de 70 anos, quando as cirurgias envolvem múltiplos níveis (acima de quatro níveis ou segmentos especiamente), e para pacientes com comorbidades associadas (diabetes, problemas cardíacos ou circulatórios, etc). Uma boa avaliação clínica pré-operatória faz-se necessária especialmente nestes grupos de pacientes. Para cirurgias grandes, é importante saber que alguns eventos no período pós-operatório como formação de seroma ou hematoma, dor residual ao longo da perna ou dormência, dor no local da ferida, dores de cabeça, mal estar entre outras queixas, não significam que algo deu errado. São eventos comuns e totalmente possíveis de serem corrigidos.

Dr. Gustavo Carriço – especialista médico de coluna

Ortopedia e Cirurgia de Coluna Vertebral

dor lombar / tratamento minimamente invasivo da coluna

Florianópolis / SC

 

404
Dr. Carriço - Clínica da Coluna Vertebral, R. Idalina Pereira dos Santos, 67, sala 406, Agronômica, Florianópolis/SC, Fone 48 3028-7070
Horário de atendimento: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:00