(48) 3028-7070
Ortopedia e Cirurgia da Coluna

O disco intervertebral após a maca de tração

Por Gustavo. 02 de novembro, 2015. Comente este post

A maca de tração ou tração mecânica na coluna vertebral é uma medida conservadora bem conhecida para tratamento de patologias degenerativas da coluna vertebral. Os seus objetivos incluem recuperação da altura discal, aumento do tamanho do forame intervertebral e diminuição da pressão intra-discal. Porém a influência da tração mecânica sobre a microestrutura do ânulo fibroso, transporte molecular e viabilidade das céluas degeneradas continua desconhecida merecendo investigação.

Foi publicado na revista científica Spine, volume 39 , n. 9 , pp 550-556, 2014, artigo relacionado ao tema, desenvolvido no Institute of Biomedical Engineering, College of Medicine and College of Engineering, National Taiwan University, de Taipei, em Taiwan.

spine-journal

O grupo realizou estudo biomecânico e histológico com 36 discos de porco em laboratório, submetidos a degeneração discal com injeção de trypsina (método mais comum para criar degeneração discal in vitro) e sobrecarga mecânica. Foi realizada avaliação randomizada dividindo os discos avaliados em três grupos: discos intactos, discos degenerados sem tração e discos degenerados submetidos a tração mecânica durante 7 dias. No final do período de incubação, os discos foram submetidos a análise e inspeção de suas alturas, micro-estrutura celular, intensidade molecular e viabilidade celular.

CONCLUSÃO: Embora a estrutura molecular e a viabilidade celular não tenham sido alteradas com diferença significativa se comparados os grupos com ou sem tração, chamou atenção que para o grupo que recebeu tração, as fibras de colágeno mostravam-se mais organizadas e o ânulo fibroso apresentava poros menos ocluídos (túneis por onde entram os nutrientes), portanto maior potencial para cicatrização.

É importante destacar que este é um estudo in vitro e a tração utilizada não foi uma maca de tração. A literatura carece de evidências científicas com alto grau de recomendação acerca do tema e metodologia adequada. Não há também publicações suficientes para dizer que a tração mecânica seja superior ao trabalho manual. Apesar disso, baseado em observações clínicas e estudos pequenos de série de casos, pode-se dizer que a maca de tração tem seu espaço no tratamento das patologias discais, devendo ser utilizada com critério por profissionais habilitados.

Maca CERFE

Por fim e não menos importante, além do trabalho mecânico é reconhecida a importância que o colágeno e os medicamentos que visam o reparo tecidual tem na manutenção da microestrutura discal e na recuperação de um paciente com lesão no disco (protusão ou hérnia de disco), além das questões relacionadas a perda de alinhamento da coluna vertebral, muito abordadas nos tratamento de fisioterapia.

Dr. Gustavo Carriço – CRM/SC 9237 – Ortopedista TEOT 9976 – especialista de coluna – médico de coluna – Florianópolis/SC

Dr. Carriço – Clínica da Coluna Vertebral

Agradecimentos ao Dr. Ismael Ramos Gomes Junior (Crefito 120706), fisioterapeuta proprietário da Clínica Cerfe – formação e capacitação em SDT (Spinal Decompression Therapy ou maca de tração) e Avaliação Isocinética em Nova Iorque, EUA. (48) 30242900.

404
Dr. Carriço - Clínica da Coluna Vertebral, R. Idalina Pereira dos Santos, 67, sala 406, Agronômica, Florianópolis/SC, Fone 48 3028-7070
Horário de atendimento: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:00